Observatório do Desenvolvimento

Notícias

3º Boletim Econômico aborda taxa de desocupação e inflação do mês de julho no Acre

O Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre começa, nesta segunda-feira, 11, a publicação dos capítulos do 3º Boletim de Conjuntura Econômica em parceria com a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária no Acre (Fundape). Na primeira parte do estudo, os professores e doutores em economia apresentam o painel de indicadores com um conjunto de informações socioeconômicas da economia local no contexto internacional e nacional.

Com dados da Pesquisa Nacional de Domicílio Contínua (PNADc) referente ao segundo trimestre de 2023, a pesquisa revela que a taxa de desocupação do Acre chegou a 9,28% e a de Rio Branco a 11,64%, ambas acima da taxa nacional, que é de 8,03%. “Além disso, o rendimento acreano e rio-branquense é bem inferior ao nacional e a decomposição dos rendimentos por gênero mostram indícios da não diferenciação de rendimentos”, apontam parte do estudo.

O capítulo traz ainda uma pesquisa do Programa de Educação Tutorial do curso de economia da Universidade Federal do Acre (UFAC) feita em 45 estabelecimentos comerciais que vendem carne bovina e apontou um redução no preço da maioria dos cortes. Os dados foram levantados entre 7 e 12 de agosto.

Além do painel de indicadores, o estudo apresenta dados sobre a inflação de julho. Esses dados revelam que a inflação do mês de julho (0,31%) foi superior à de junho (-0,50%) e o grande vilão desse aumento foi o preço das passagens aéreas. Entre junho e julho, houve um aumento de 27,34% nos preços médios das passagens aéreas.

“O diagnóstico apresentado no boletim anterior indicou um aumento da inflação, então, isso deixa claro que nosso acompanhamento está certo. A tendência crescente da inflação local nos deixa apreensivos com relação a questões voltadas para o setor empresarial no final de ano. A preocupação aumenta ainda mais agora que o governo publicou um decreto autorizando cortes em despesas e isso traz uma pressão sobre a economia e precisamos repensar alguns investimentos por conta das despesas de final de ano”, explica o presidente do Fórum, José Adriano.

O presidente destaca ainda que o Boletim Econômico foi criado com a proposta de trazer informações sobre a economia local sempre atualizadas com pesquisas de campo que confirmam os números levantados e indicadores que apontam uma orientação sobre o desempenho da economia. “É um trabalho que fazemos com cuidado de observar a economia local fazendo referência com a economia nacional. Espero que apreciem mais essa edição”.

Confira o estudo na íntegra

 

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
plugins premium WordPress