AUMENTA O NÚMERO DE DESALENTADOS NO ACRE

Conforme o IBGE, o número de desalentados no Acre, no primeiro trimestre de 2020, foi de 45 mil pessoas de 14 anos a mais. O percentual de pessoas desalentadas (em relação à população na força de trabalho ou desalentada) foi de 10,9%, incorporando mais de 3 mil pessoas nesse contingente, já que o 4º trimestre de 2019, os desalentados eram em 42 mil pessoas. No Brasil número de desalentados foi de 4,8 milhões de pessoas, taxa de 4,3%. A população desalentada é definida como aquela que estava fora da força de trabalho porque não conseguiu trabalho adequado ou não tinha experiência ou qualificação, ou era considerada muito jovem ou idosa, ou não havia trabalho na localidade em que residia – e que, se tivesse conseguido trabalho, estaria disponível para assumir a vaga. Ela faz parte da força de trabalho potencial. Os dados foram publicados pelo IBGE e trabalhados pela equipe técnica do Observatório do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre. Para maiores informações sobre a Força de Trabalho do Acre, favor consultar o último boletim elaborado e publicado pelo Observatório.