Concreto auto-regenerativo: saiba tudo sobre essa nova ferramenta

TECNOLOGIZE-SE – 22/03/2019

Imagina se uma construção pudesse se auto-reparar, sem uma reforma, sem mais material, sem mão de obra extra. Provavelmente, você deve estar pensando que seria um sonho de filme futurista, não é mesmo?

Mas é exatamente isso que promete o chamado concreto auto-regenerativo. Difícil de acreditar, certo? Até porque parece uma ideia saída de um filme de ficção. Mas já é possível graças a pesquisadores da Universidade Técnica de Delf, na Holanda.

Aldo Vendramin, presidente da empresa de tecnologia Consilux, explica que o material intitulado pelos seus criadores de bioconcreto ou concreto vivo é capaz de se auto regenerar. Para isso, o empresário diz que os estudiosos adotaram a utilização de bactérias em sua fórmula. Super inovador, não achou?

É exatamente por causa das colônias de bactérias que os concreto é capaz de se regenerar. Quer entender como isso acontece, como vai afetar a construção civil e quais são as vantagens da utilização desse material? Então, acompanhe esse artigo que foi especialmente escrito para você!

Mas o que é concreto?

Antes de continuarmos, vamos entender melhor o que é o concreto.

Este material é um dos mais antigos empregados na construção. Sabia? Aldo Vendramin diz que o concreto é parte essencial de qualquer obra de construção e por isso recebe bastante atenção em pesquisas e melhoramentos. Por isso, ao longo dos anos recebeu inúmeros aprimoramentos que nos permite contar com um material mais prático, rápido e até mesmo mais durável e resistente.

O empresário também explica que sua composição geralmente é feita com areia, cimento, pedra brita e água. Além disso, algumas empresas também optam por utilizar aditivos químicos em suas fórmulas.

O que é concreto auto regenerativo?

Você sabe que com o passar do tempo, as coisas vão se degradando, né? Isso também acontece com a resistência e a durabilidade dos materiais construtivos, especialmente das edificações em si e até mesmo do concreto. E por isso, com o tempo, seja por ação natural do tempo ou até mesmo por um imprevisto como umidade, por exemplo, pode ser necessários fazer reparos. Certo?

Com o intuito exatamente de reduzir esse tipo de problema, pesquisadores da Universidade Técnica de Delf, na Holanda, desenvolveram um material que chamaram de concreto auto regenerativo. Aldo explica que o resultado do produto desenvolvido permite ao mesmo tempo em que os elementos se degradam como tempo, ele também seja capaz de se regenerar, reparando suas próprias rachaduras.

Aldo Vendramin diz que isso é possível, pois junto a fórmula tradicional do concreto, os pesquisadores adicionaram algumas espécies de bacilos, ou bactérias, que são capazes de sobreviver por até cinco anos em esporas, sem oxigênio ou alimento. Assim, essas bactérias são armazenadas dentro de cápsulas biodegradáveis que são acionadas quando em contato com água. Nesse momento, elas liberam as bactérias que, ao se alimentarem do lactato de cálcio, produzem pedra calcária como cálcio, dióxido de carbono e oxigênio. Dessa forma, elas conseguem reparar a parte danificada do concreto.

De acordo com os pesquisadores, o período de auto regeneração dura cerca de três semanas.

Quais as vantagens de utilizar o concreto auto regenerativo?

O bioconcreto, segundo Aldo Vendramin, veio para ajudar bastante as edificações e os profissionais da Construção Civil.

Separamos abaixo algumas vantagens de utilizar esse material na obra. Acompanhe:

Alta durabilidade

Você sabe que com o passar do tempo, as edificações podem se degradar e começar a dar sinais de que precisam de reparos. Certo? Um dos sinais mais comuns são as ditas rachaduras, as quais começam a aparecer tanto em paredes quanto no teto.

Aldo Vendramin explica que dependendo da extensão e da profundidade das mesmas, os custos da obra podem ser muito caros. Além disso, esses danos podem até mesmo comprometer a segurança do local.

Assim, ao empregar o bioconcreto numa construção, é possível que essas rachaduras sejam fechadas sozinhas. Isso mesmo! Aldo completa que a função desse novo tipo de concreto é exatamente essa: auto regenerar possíveis rachaduras, tornando a obra mais durável e eliminando problemas estruturais.

Diminuição de vazamentos e infiltrações

As rachaduras também podem desencadear problemas de vazamentos ou até mesmo infiltrações que podem originar grandes problemas em uma construção, comprometendo a estrutura.

Aldo Vendramin diz que a utilização do bioconcreto nas construções também ajuda a fechar essas possíveis rachaduras, não abrindo espaço para que se instalem nelas vazamentos ou infiltrações.

Novo por mais tempo

Como é capaz de se auto regenerar, o concreto consegue ficar com a aparência de novo por mais tempo. Ou seja, ele vai se renovando e isso pode ser visto a olho nu em edificações que contam com uma pegada mais rústica e optam por utilizar o acabamento do próprio concreto.

Melhor acabamento

Muitas obras atualmente têm optado por realizar o acabamento com o próprio concreto. Além de dar um ar mais rústico, também tem sido considerado estilo. Para essas obras, o acabamento do concreto pode parecer sempre novo durante muito mais tempo, uma vez que as bactérias presentes no bioconcreto são capazes de regenerá-lo.

As rachaduras são mesmo reparadas?

A equipe de pesquisadores da Universidade Técnica de Delf realmente se empenhou para que o bioconcreto fosse efetivo. Para isso, se preocuparam em reaproveitar materiais que já existiam no meio ambiente. Assim, o grande segredo dos estudiosos foi empregar de forma diferente o que a natureza já proporcionava para o homem. Assim, escolheram incorporar ao concreto bactérias que fossem capazes de fazer com que o material se auto regenerasse.

Após longas pesquisas, chegaram na bactéria ideal, que conseguisse ficar por todo esse tempo dentro do concreto e que também fosse capaz de se alimentar do cálcio presente na matéria prima para se reproduzir e ao mesmo tempo gerar o que era necessário para que o concreto pudesse se regenerar.

É dessa forma, diz Aldo Vendramin, que o concreto consegue reparar as possíveis rachaduras existentes, aumentando a vida útil da construção e também trazendo outros benefícios, como zero gasto com mão de obra e material para reparo.