CONFORME O IBGE, NO COMPARATIVO DAS SAFRAS DE 2018 COM 2019, OS AUMENTOS NA PRODUÇÃO DA MANDIOCA (54,8%), BANANA (17,9%) E DO FEIJÃO (19,9%) NÃO FORAM SUFICIENTES PARA ATENUAR A QUEDA DO SOMATÓRIO DA PRODUÇÃO DE TODOS OS CEREAIS, LEGUMINOSAS E OLEAGINOSAS, QUE CAIU (-3,2%).

  • Home
  • Fique por dentro
  • CONFORME O IBGE, NO COMPARATIVO DAS SAFRAS DE 2018 COM 2019, OS AUMENTOS NA PRODUÇÃO DA MANDIOCA (54,8%), BANANA (17,9%) E DO FEIJÃO (19,9%) NÃO FORAM SUFICIENTES PARA ATENUAR A QUEDA DO SOMATÓRIO DA PRODUÇÃO DE TODOS OS CEREAIS, LEGUMINOSAS E OLEAGINOSAS, QUE CAIU (-3,2%).

Aqueles aumentos foram impactados pelas quedas na produção de Arroz (-60%), Milho (-3,8%), e Café (-10,9%). Em relação a área plantada, que  no conjunto de todos os cerais, leguminosas e oleaginosas, aumentou 7,1%, os destaques positivos foram para o Feijão (12,9%) e mandioca (28,6%). chama a atenção o desempenho de dois produtos: o primeiro deles é o Milho, que embora tenha apresentado uma queda na produção (-3,8%), apresentou um aumento ma sua área plantada em 7,8%, significando uma queda na produtividade desse importante produto. de modo diverso, outra cultura apresentou um aumento na produtividade, a Banana que elevou sua produção de 17,9%, mesmo apresentando uma queda na sua área plantada (-1,0). Os dados do IBGE estão disponíveis no site do Observatório do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre e poderão ser acessados do endereço: http://observatoriodoacre.org.br/indicadores