Dados & Ideias – Empresas de energia ganham produtividade

Por Flavia Furlan – EXAME – 26/04/2018

Tecnologias que nem existiam ou eram caras demais há uma década estão elevando a produtividade nas empresas hoje, mostra um estudo da BCG

Tecnologias que nem existiam ou eram caras demais há uma década estão elevando a produtividade nas empresas hoje. Um estudo da consultoria americana BCG mediu o impacto de diferentes avanços tecnológicos nas empresas de energia e descobriu como elas estão economizando tempo e dinheiro. Inovações como drones, realidade aumentada e inteligência artificial estão digitalizando as operações de distribuidoras e geradoras — companhias nas quais, em geral, mais da metade da força de trabalho é composta de empregados de campo, que representam cerca de 40% da folha de pagamentos.

Segundo o BCG, empresas desse setor podem economizar 50% do tempo nas atividades externas com o apoio de novas tecnologias. Um exemplo é o uso de drones para vistoria e manutenção de redes elétricas. Já o uso da realidade aumentada para assistência técnica remota gera uma oportunidade de economizar 25% no tempo da solução de falhas de equipamento — reduzindo também o prazo de resposta das companhias em caso de queda de energia.

Na prática, as novas tecnologias estão permitindo às empresas investir em times técnicos enxutos, mas altamente especializados. E ainda ajudam a resolver um problema causado pelo envelhecimento da população, especialmente nos Estados Unidos e nos países da Europa: como falta gente com capacitação,  as novas tecnologias substituem os técnicos que se aposentam. As conclusões do trabalho do BCG podem ser aplicadas a outros setores que têm uso intensivo de mão de obra, como telecomunicações e transportes.