FÓRUM DE INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DEFINE PAUTAS ESTRATÉGICAS PARA O SEGUNDO SEMESTRE

Fórum de Inovação e Desenvolvimento define pautas estratégicas para o segundo semestre

Após um ano sem encontros presenciais, o Conselho Consultivo do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre voltou a se reunir na tarde de quarta-feira, 14 de julho, na sede da FIEAC. Na oportunidade, os membros e representantes das instituições que compõem o Fórum apresentaram os avanços obtidos pelas câmaras técnicas e também definiram ações e pautas estratégicas para o segundo semestre deste ano.

De acordo com o presidente do Fórum Empresarial e da Federação das Indústrias do Acre, José Adriano, embora a pandemia tenha impedido por um período a realização de reuniões presenciais, as câmaras técnicas seguiram trabalhando sem interrupções no formato on-line.

“Primeiramente, este é um momento de agradecer a todos que têm contribuído com o Fórum Empresarial, que hoje é uma instituição de fato e de direito, com a finalidade de debater e discutir com todos os segmentos pautas que visem o desenvolvimento do nosso estado. Nossa intenção é intensificar nossos trabalhos com o apoio de todos os parceiros para conquistarmos avanços para o Acre”, salientou José Adriano.

José Adriano, presidente do Fórum Empresarial e da FIEAC

Em seguida, os coordenadores apresentaram o andamento das atividades das câmaras técnicas do Agronegócio, Turismo, Tecnologia e Inovação, Economia Criativa, Construção Civil e Comércio Exterior.

Segundo Assuero Veronez, coordenador da Câmara Técnica do Agronegócio e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Acre, o Fórum é um espaço para discutir os grandes temas de interesse do Acre e do Brasil.

Assuero Veronez, coordenador da Câmara Técnica do Agronegócio

 

“Mesmo com a pandemia, o agronegócio mostrou sua força extraordinária no país, com um crescimento de produção que tem gerado uma demanda enorme em todas as áreas da cadeia deste segmento. A incorporação de tecnologia no campo tem sido decisiva para essa resposta. E na nossa câmara tínhamos identificado eixos que seriam prioritários, dentre eles a Zona Livre de Aftosa sem vacinação, assistência técnica e a produção de grãos, que é uma grande transformação que estamos assistindo nos últimos dois ou três anos, dobrando metas de produtividade”, ressaltou Veronez.

A próxima reunião presencial do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre está marcada para o mês de agosto, em Rio Branco.