IPCA DE RIO BRANCO SOBE 1,18% EM DEZEMBRO E FECHA 2021 EM 11,43%

 

 

IPCA DE RIO BRANCO SOBE 1,18% EM DEZEMBRO E FECHA 2021 EM 11,43%

O IBGE divulgou nesta terça, 11, que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro, em Rio Branco, subiu 1,18%, 0,36 ponto percentual (p.p.) acima da taxa de 0,82% registrada em novembro. Com isso, o ano de 2021 encerrou com variação de 11,43%, acima dos 5,31% registrados em 2020. Em dezembro de 2020, a variação havia sido de 1,37%.

Todos os grupos de produtos e serviços pesquisados em Rio Branco tiveram alta em dezembro. A maior variação veio de vestuário (2,54%), que acelerou em relação a novembro (0,07%). Na sequência, vieram artigos de residência (2,29%) e saúde e cuidados pessoais (1,86%). Além disso, destacam-se as variações de transportes (1,56%) e comunicação (1,05%) – o primeiro, inferior ao observado no mês anterior (2,54%) e, o segundo, bem superior (0,41%). O grupo habitação, por sua vez, teve alta de 0,81%, após a queda de 0,54% em novembro. O de alimentação e bebidas (0,63) teve queda de 0,44 p.p. da taxa 1,07% registrada em novembro. Os demais ficaram entre o 0,07% de despesas pessoais e, 0,25%, de educação.

No que diz respeito aos índices regionais, Rio Branco ficou com a terceira maior variação em 2021. A região metropolitana de Curitiba (12,73%) foi a que teve a maior variação, influenciada principalmente pela alta de 51,78% nos preços da gasolina. A segunda maior variação veio da região metropolitana de Vitória (11,50%). O menor resultado, em contrapartida, ocorreu na região metropolitana de Belém (8,10%), onde as maiores contribuições negativas vieram do arroz (-29,62%) e do açaí (-9,77%).

A equipe técnica do Observatório do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre está elaborando o Boletim Completo do IPCA e do INPC de janeiro de 2022, que brevemente será publicado no site forumdoacre.org.br/observatorio.