Ministra abre mercado para leite, frutas, castanhas, derivados de ovos e lácteos

  • Home
  • Fique por dentro
  • Ministra abre mercado para leite, frutas, castanhas, derivados de ovos e lácteos

CANAL RURAL – 23/09/2019

A viagem da ministra da Agricultura,Tereza Cristina, ao Oriente Médio terminou neste fim de semana. No total, ela passou por Egito, Arábia Saudita, Kuwait e Emirados Árabes e conseguiu abertura de mercado de pelo menos quatro produtos agrícolas.

Egito

No Egito, Tereza Cristina conseguiu abrir o mercado brasileiro de leite e outros produtos lácteos. Segundo ela, o pedido de aprovação das autoridades egípcias estava parado desde 2016. O país, que é o 11º maior importador de produtos agropecuários e o maior na África, tem potencial de importação de US$ 8 bilhões. No entanto, como contrapartida, o Brasil deverá importar uva e alho do país árabe.

Durante encontro com representantes do setor, a ministra disse que os egípcios demonstraram interesse em fazer parceria para melhoramento genético de gado bovino. “A ideia é criar uma fazenda modelo no Egito. Uma missão egípcia deverá ir ao Brasil para conhecer experiências da Embrapa e do setor privado”, disse. A viabilização do envio de caprinos e ovinos para o Egito também foi discutida.

Arábia Saudita

O mercado de castanhas, frutas e derivados de ovos do Brasil foram os mais favorecidos, com abertura do mercado saudita para os produtos. Somados, os produtos representam um mercado potencial superior a US$ 2 bilhões.

“Estou animada com Petrolina (PE) para que exportemos manga, uva de mesa, goiaba e outros produtos. Vamos cadastrar agora as empresas que querem exportar e imediatamente estaremos prontos para exportar frutas”, disse a ministra Tereza Cristina. Ela informou ainda que os derivados de ovos se tratam de itens como ovo em pó e albumina, com exceção do ovo fresco em um primeiro momento.

O Ministério da Agricultura, no entanto, não informou se no acordo comercial o Brasil deverá importar algo do país.

Kuwait

No Kuwait ela conversou sobre o Fundo do Kuwait para o Desenvolvimento Econômico Árabe (KFAED), que financia projetos sociais governamentais e quer apoiar ações empreendedoras no Brasil. Além disso, Tereza Cristina falou sobre a possibilidade de abertura do mercado brasileiro.

Emirados Árabes

O destaque da viagem aos Emirados Árabes foi a visita da ministra em uma fazenda que produz frutas e legumes no deserto e outra propriedade rural que realiza a criação de peixes em tanques climatizados e é totalmente feita em ambiente fechado.

“Existem oportunidades em toda a cadeia produtiva do agro: insumos, maquinário, produção, processamento, estocagem, distribuição, transporte, pesquisa, tecnologia e inovação. Queremos ampliar a presença brasileira no mercado global e apresentar oportunidades de investimentos”, disse na ocasião.